10 dicas para encontrar um arquiteto


Escolher seu arquiteto é tarefa muito difícil, hoje, quase ninguém compra uma casa ou um apartamento e parte direto para mudança sem mexer em nada. Seja reforma ou construção, na minha opinião, contratar um projeto é sinônimo de economia e não de gasto!

Daí você vai dizer: ah mas aqui na minha cidade arquiteto é muito caro! É verdade sim! Mas fazer errado e depois ter que consertar é muito mais caro!

Com um projeto bem feito, você consegue dimensionar melhor o tamanho do imóvel para o valor que tem para investir e reduzir as surpresas que vai ter pela frente. Consegue encontrar opções mais econômicas para as necessidades do seu dia-a-dia na casa com soluções mais modernas e práticas.

Tá convencido de que contratar o projeto da sua casa é uma boa, né! Mas e agora? Como escolher?
Vou falar pra você que projeto é uma loucura viu! Haja variação de estilos e de preços!

Comecei a procurar com bastante antecedência, fiz uma lista grande de arquitetos e entrei em contato com exatos 44 profissionais. Eu recebi 29 orçamentos, dos mais completos aos mais enxutos. A partir do mesmo descritivo de projeto e eu recebi orçamentos com uma variação de mais 3.000%. Tinha propostas de R$850,00 a R$26.000,00, para fazer o mesmo projeto. Com certeza isso é de deixar qualquer iniciante muito perdido!

Não existe regra infalível, mas para facilitar a sua árdua jornada e tentar deixar as coisas um pouco mais seguras para você, eu listei 10 dicas para te ajudar a escolher o seu arquiteto do coração!
10 dicas indispensáveis para escolher seu arquiteto

1. Saiba com quem conversar!

Para escolher seu arquiteto faça uma lista com profissionais de que gosta ou que queira conhecer. Busque indicação de amigos, portfólios em sites e revistas, referências em associações de arquitetos, visite mostras de decoração?

2. Saiba quanto você pode gastar!

Existem variadas modalidades de remuneração por projeto. O valor pode ser calculado sobre a área construída, percentual sobre o custo da obra ou hora técnica. Tenha uma previsão da área que pretende construir na hora de orçar o projeto, vai facilitar sua vida. Se precisar de uma base para referência de preços, pode encontrar uma tabela de honorários no site do CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil).

3. Defina a sua real necessidade

Os arquitetos são habilitados a atuar na avaliação do terreno, projeto arquitetônico, detalhamento de interiores, projeto lumino-técnico, paisagístico, aprovação na prefeitura, acompanhamento e até o gerenciamento da sua obra, sem falar nas consultorias. É importante que você saiba de quais serviços precisa, para não contratar demais, nem de menos e assim fazer uma boa negociação.

4. Tenha afinidade com o portfólio do profissional escolhido

É importante que antes de seguir para a escolha do arquiteto, você tenha em mente de qual estilo gosta. Assim poderá dar atenção especial ao portfólio dos profissionais e escolher aqueles que têm uma estética parecida com a que você deseja.

5. Verifique se o arquiteto possui registro no Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU)

Você vai precisar de um arquiteto com registro para fazer a aprovação do projeto na Prefeitura.

6. Desconfie de pré-projetos antes da contratação

Nenhum profissional trabalha de graça, projeto pré-contratação é projeto pronto da internet, de antemão já demonstra pouca atenção do profissional para com as suas necessidades. Nada contra projetos prontos da net, alguns são incríveis, mas contratar um arquiteto, é ter um projeto pensado para você e não uma adaptação de projeto pronto.

7. Faça reunião presencial

com os profissionais que mais se adequarem às suas necessidades. No meu caso foi exatamente na reunião que descartei meu principal escolhido, mas isso é papo para outro post. É importante que você e o profissional tenham afinidade, pois conviverão por meses ao longo do projeto.

8. Visite alguma obra que o arquiteto tenha feito

Estar dentro do ambiente vai te dar uma dimensão melhor da qualidade do projeto, principalmente se você pretende contratar o acompanhamento de obra.

9. Converse com o arquiteto sobre a Reserva Técnica

Se for contratar o acompanhamento ou gerenciamento da sua obra, converse com o arquiteto sobre a Reserva Técnica. A reserva é uma prática do mercado, na qual algumas empresas oferecem uma comissão para os arquitetos na indicação de clientes. Muitos arquitetos repassam parte dessa bonificação para o cliente, não é uma obrigatoriedade, mas se existe a possibilidade é importante ter clareza no acordo, ok!

10. Não contrate sem a proposta de serviço

É na proposta de serviço que ficam detalhadas todas as etapas do trabalho contratado, a data para entrega de cada etapa e seus respectivos valores. É importante também que na proposta de serviço esteja discriminada a quantidade de visitas que serão realizadas durante a execução da obra.

Profissional perfeito, assim como pessoa perfeita, é algo que não existe. O que você pode encontrar é o profissional mais adequado para o seu projeto, seu gosto e seu bolso. O melhor, nem sempre é o mais caro ou o mais famoso.

Quanto mais você souber, sobre o que você pode e quer fazer na sua obra, mais perto você vai estar de fazer a escolha certa do profissional para te acompanhar. Só de estar aqui, agora, lendo esse texto, você já demostra que está mais inclinado a fazer uma escolha mais consciente e portanto mais acertada.

Espero ter ajudado com as minhas dicas, eu fiz a minha escolha seguindo esse pensamento e para mim deu certo. Logo, logo venho mostrar o projeto da casinha pra vocês, mas enquanto ele não fica pronto vem conhecer a nossa casinha.


Fonte: http://casadeirene.com
Por: Irene Moraes

Nossos Parceiros

App

Solicite seus orçamentos pelo nossoAplicativo. Agora, ficou muito mais fácil de construir e reformar.

Com um simples cadastro e alguns cliques você envia seu orçamento para diversas empresas do segmento!

Disponível em: